Parceria Arquivo Nacional e CBF

 

CBF 1

O Arquivo Nacional (AN) e a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) firmaram nesta quarta-feira, 12 de abril, na sede da CBF, no Rio de Janeiro, um Acordo de Cooperação Técnica para o desenvolvimento de intercâmbio de informações visando à preservação, promoção e difusão da memória documental do futebol no Brasil, sobretudo de acervos audiovisuais relacionados a esse esporte.

Na ocasião, José Ricardo Marques, Diretor-Geral do AN, assistiu a um filme sobre a história do futebol no Brasil e visitou o Museu Seleção Brasileira, acompanhado dos dirigentes da CBF: Walter Feldman, Secretário Geral, Antônio Napoleão, Gerente de Memória e Acervo e Dino Gentille, Diretor de patrimônio. Marques se surpreendeu com a tecnologia do museu e com toda a memória do futebol brasileiro mostrada, cuidadosamente, em diversas formas, como nos troféus, símbolos, e documentos. “Quando vejo um museu com todo esse cuidado e com tamanha tecnologia, realmente me sinto feliz por ser brasileiro”, afirmou.

No ato da assinatura, Marques ressaltou a importância histórica do momento e falou do prestígio de poder trabalhar com a CBF na preservação da memória do país: “O Arquivo Nacional tem por finalidade a preservação da história do Brasil e, a CBF, por sua vez, narra com muita inteligência, preparo e cuidado, através dos aspectos sociológicos e antropológicos, a historia do futebol brasileiro e do país”. Ele aproveitou a oportunidade para inaugurar o acordo, propondo uma exposição na Rússia, sede da próxima Copa do Mundo, o que deixou Feldman bastante entusiasmado: “Estou muito interessado na Rússia, ela é um centro do pensamento, do conhecimento humano, tanto na história, quanto nos processos sociais. A próxima Copa do Mundo vai acontecer num dos palcos da historia mundial. Fiquei feliz com a proposta de fazermos uma exposição conjunta sobre o nosso país, na Rússia, durante o maior evento mundial de futebol. Talvez seja a primeira operacionalidade desse protocolo que estamos assinando agora”. Feldman também acredita que esse acordo trará várias possibilidades de parcerias entre as duas instituições. “Esse é um momento realmente emocionante e histórico, que se traduz não apenas na assinatura desse protocolo, mas seguramente, com o desdobramento que haverá, através de inúmeras medidas que tomaremos a partir de agora”, afirmou o Secretário Geral da CBF.

Napoleão destacou a importância do acordo entre as duas entidades: “essa parceria é de fundamental importância para a história das duas instituições, porque vai permitir um trabalho mútuo, onde vamos colaborar com o AN em temos de identificação de imagens, peças e filmes e o AN, por sua vez, vai colaborar em termos de orientação e organização de acervos fotográficos, filmes e arquivos pessoais. É um marco na história do futebol brasileiro e que deve se perpetuar durante muitos anos, porque o trabalho em equipe é fundamental para que possamos crescer em termos de memória e história, não só do Brasil como do exterior”.

Assista aos vídeos:

https://www.facebook.com/arquivonacionalbrasil/videos/1321113557982519/
http://www.cbf.com.br/cbf-tv

  676a5281 53db 4566 9ee3 284971f61c67 5

Diretor-Geral do AN - José Ricardo Marques
Secretário-geral da CBF, Walter Feldman
Gerente de Memória e Acervo da CBF, Antonio Carlos Napoleão
Diretor de Patrimônio da CBF, Dino Gentile

Ascom

12/abril/2017

Tags: CBF