Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Série Mulheres e o Arquivo: Elza Soares

Escrito por Tassia Verissimo | Publicado: Quarta, 13 de Março de 2019, 16h04 | Última atualização em Quarta, 13 de Março de 2019, 16h04 | Acessos: 178

O Arquivo Nacional presta homenagem às mulheres com trajetórias de vida marcantes na história do país, através da nova série “Mulheres e o Arquivo”, que destaca o perfil dessas personalidades femininas bem como os itens documentais que fazem parte do acervo da instituição.
Elza Soares nasceu em Padre Miguel, em uma localidade hoje chamada de Vila Vintém, na Zona Oeste do Rio de Janeiro. Sua trajetória pessoal e sua carreira artística arrebatadoras deram origem a vários livros e ainda inspiram a realização de filmes e documentários. A biografia de Elza Soares tem o signo da superação dos desafios que lhe foram impostos pela vida, sempre num ciclo constante de renovação e reconstrução.
Cantora, compositora e dona de uma voz única, Elza Soares tornou clássicas canções com sua interpretação singularíssima. Sua discografia foi iniciada com o álbum “Se acaso você chegasse” de 1960. Seus discos mais recentes são “A Mulher do Fim do Mundo”, de 2015, e “Deus é mulher”, de 2018. O disco de 2015 e a canção-hino “Maria da Vila Matilde”, que denuncia a violência contra as mulheres, renderam a Elza Soares várias indicações e a conquista de prêmios no Brasil e no exterior. Em 1999, foi eleita pela BBC de Londres a cantora brasileira do milênio.

Na imagem, Elza Soares em agosto de 1969. Arquivo Nacional. Fundo Correio da Manhã. BR_RJANRIO_PH_0_FOT_43575_15.

registrado em:
Fim do conteúdo da página