Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Memórias Reveladas

  • O Arquivo Nacional e o Centro de Referência das Lutas Políticas no Brasil – Memórias Reveladas tornam público o edital da habilitação do Prêmio de Pesquisa Memórias Reveladas – 4ª edição (2017), que tem por objetivo a premiação de monografias realizadas com base em fontes documentais referentes ao período da ditadura militar no Brasil (1964-1985).

    O edital foi publicado no Diário Oficial da União nº122, de 27 de junho de 2018, Seção 3, página 124. Nele constam os vinte e cinco trabalhosque foram habilitados, identificados e relacionados por pseudônimo, em ordem alfabética, conforme o estabelecido no Edital n. 001/2017 do Prêmio de Pesquisa Memórias Reveladas - 2017, publicado no D.O.U. n. 230, seção 3, de 1º de dezembro de 2017 e no Edital n. 1, de 10 de novembro de 2017 (com alteração de calendário) Prêmio de Pesquisa Memórias Reveladas - 2017, publicado no D.O.U. n. 63, seção 3, em 03 de abril de 2018: 1. Afrânio Jardim; 2. Agenor Francisco; 3. Alice Bueno; 4. Amélia da Silva; 5. Áurea Vianna; 6. Carlos Serna; 7. Diego Savelli; 8. Dom Carlitos; 9. Funes, o Memorioso; 10. Gipsy Landau; 11. Glaucia Vieira; 12. Gregório Souza; 13. Hilda Hilst; 14. Laura Schabarum Garcia; 15. Luciano Silvestre Dionísio; 16. Luzia Barros; 17. Maria de Lourdes Oliveira; 18. Maurílio dos Anjos; 19. Mira Esperanza Bretas; 20. Pachofra; 21. Regina Fontes da Luz; 22. Rita de Queluz; 23. Soledad Barret; 24. Tom Escobar; 25. Yacob Falasha.

    O Prêmio de Pesquisa Memórias Reveladas é um concurso de monografias com base em fontes documentais referentes ao período do regime militar no Brasil (1964-1985), de periodicidade bienal, instituído pela Portaria nº 95, de 19 de novembro de 2009, e alterado pela Portaria 072/2012, ambas do Diretor-Geral do Arquivo Nacional.

     

    Clique aquie confira o Diário Oficial.

  • O Centro de Referência das Lutas Políticas no Brasil (1964-1985) - Memórias Reveladas atua como um polo difusor de informações contidas nos registros documentais sobre as lutas políticas no Brasil nas décadas de 1960 a 1980. A partir de sua base de dados, fontes primárias e secundárias são gerenciadas e colocadas à disposição do público, incentivando a realização de estudos, pesquisas e reflexões sobre o período.

    O Memórias Reveladas promove também o fortalecimento das instituições arquivísticas públicas, para que sejam também espaços de cidadania. As ações e atividades buscam facilitar e popularizar o conhecimento sobre o período da ditadura militar no Brasil.

    Uma das iniciativas nesse sentido é o Prêmio de Pesquisa Memórias Reveladas, que premia monografias realizadas com base em fontes documentais referentes ao período da ditadura militar no Brasil (1964-1985). As inscrições para a premiação estão abertas até o dia 16 de abril de 2018.

    Saiba mais em: www.memoriasreveladas.gov.br

     

    Descrição da imagem: Foto em preto e branco com a letra da música "Cálice" de Gilberto Gil e Chico Buarque com carimbos de Vetado pela censura na época.

     

    ASCOM-Assessoria de Comunicação Social

    Visite nossas redes sociais:
    Twitter - https://twitter.com/ArquivoBrasil
    Facebook - https://www.facebook.com/arquivonacionalbrasil
    Pinterest - https://br.pinterest.com/arquivonacional
    Instagram - https://www.instagram.com/arquivonacionalbrasil
    YouTube - https://www.youtube.com/c/ArquivoNacionalBrasil
    MixCloud - https://www.mixcloud.com/ArquivoNacionalBrasil/
    Flickr - https://www.flickr.com/photos/arquivonacionalbrasil/

    Para consultar o acervo do Arquivo Nacional, acesse: 
    http://www.arquivonacional.gov.br/consulta-ao-acervo/sian-sistema-de-informacoes.html

     

  • O Centro de Referência das Lutas Políticas no Brasil (1964-1985) – Memórias Reveladas, administrado pelo Arquivo Nacional, passa, a partir desta semana, a abrigar cópia integral do portal oficial da Comissão Nacional da Verdade (CNV), no endereço  www.memoriasreveladas.gov.br, seção “Comissões da Verdade” ou, ainda, através do link http://cnv.memoriasreveladas.gov.br/

    Tendo encerrado suas atividades em dezembro de 2014, a CNV procurou apurar casos de graves violações dos direitos humanas cometidas por agentes do Estado brasileiro entre os anos de 1946 e 1988, lançando luz sobre uma série de crimes ocorridos no contexto dos governos ditatoriais do século XX, como desaparecimentos forçados, tortura, assassinatos e prisões arbitrárias.

    Nesse processo, as investigações e pesquisas da CNV produziram amplo material, condensado em seu relatório final e disponibilizado, também, em outros produtos, como seu portal na internet, onde estão disponíveis vídeos, fotografias, documentos, relatórios e outros materiais informativos.

     

    ASCOM-Assessoria de Comunicação Social

    Visite nossas redes sociais:
    Twitter - https://twitter.com/ArquivoBrasil
    Facebook - https://www.facebook.com/arquivonacionalbrasil
    Pinterest - https://br.pinterest.com/arquivonacional
    Instagram - https://www.instagram.com/arquivonacionalbrasil
    YouTube - https://www.youtube.com/channel/UCcB7XUfJLfmtXx5KRKWAwCg
    SoundCloud - https://soundcloud.com/arquivo-nacional
    Flickr - https://www.flickr.com/photos/arquivonacionalbrasil/

    Para consultar o acervo do Arquivo Nacional, acesse: 
    http://www.arquivonacional.gov.br/consulta-ao-acervo/sian-sistema-de-informacoes.html

     

  • Está disponível no endereço www.memoriasreveladas.gov.br, seção “Banco de Dados”, ou diretamente no link http://pesquisa.memoriasreveladas.gov.br, a nova versão do Banco de Dados Memórias Reveladas, criado em 2009 como ferramenta de integração e difusão de acervos do período do regime civil-militar brasileiro (1964-1985).

    A novidade dessa nova versão é implementação de nova ferramenta de busca digital que permite a pesquisa por dentro dos textos de documentos digitais com reconhecimento óptico de caracteres (Optical Character Recognition – OCR), disponibilizando aos usuários mais de 12 milhões de páginas de documentos textuais pesquisáveis por nomes e expressões, além de documentos audiovisuais e iconográficos, referentes às lutas políticas no período de 1964-1985, cujos originais se encontram sob a guarda do Arquivo Nacional e de outros parceiros da Rede Memórias Reveladas, como arquivos públicos estaduais e centros de documentação.

    Além disso, a partir de relatos de experiências dos usuários, foi feita uma remodelagem do layout do banco, buscando tornar sua utilização mais simples e intuitiva, ao mesmo tempo em que se manteve a possibilidade de pesquisas avançadas.

    O banco de dados Memórias Reveladas reúne, de forma cooperativa, informações sobre o acervo arquivístico relativo à repressão política no período 1964-1985 custodiado por diferentes entidades brasileiras, públicas e privadas. As informações sobre esses fundos e coleções organizados pelas entidades participantes são exibidas em planilhas descritivas que obedecem à norma brasileira de descrição arquivística.

    A alimentação do banco é realizada progressivamente, mas já se trata da mais completa fonte on-line sobre a repressão política no Brasil no período de 1964-1985. Para acessar o banco de dados, o usuário deve realizar um breve cadastro pela própria Internet, sem necessidade de apresentação de documentos pessoais, ou utilizar, se possuir, o nome de usuário e a senha do Sistema de Informações do Arquivo Nacional (SIAN).

    Fonte: Memórias Reveladas

Fim do conteúdo da página