Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Memórias da diáspora africana no Brasil
Início do conteúdo da página
Debate

Memórias da diáspora africana no Brasil

Escrito por ASCOM | Publicado: Terça, 05 de Dezembro de 2017, 15h23 | Última atualização em Sexta, 15 de Dezembro de 2017, 11h25

Transmissão ao vivo pelo Facebook do AN

O Arquivo Nacional, em conjunto com a Secretaria Nacional de Políticas de Promoção da Igualdade Racial, vai promover um mapeamento nacional de arquivos e coleções relacionados à diversidade cultural brasileira, iniciando-se com os acervos referentes à diáspora africana no Brasil, em consonância com a Década Internacional de Afrodescendentes (2015-2024) instituída pela ONU. 

Na ocasião, o anteprojeto será apresentado com espaço para debate. O evento contará também com rodas de conversa com a presença de ativistas e personalidades do movimento negro, exposição de fotografias, exibição de filme e apresentação cultural.

Memórias da Diáspora Africana no Brasil 
15 de dezembro, das 10 às 19h
Arquivo Nacional

Programação:


10h | Abertura

Carolina Chaves de Azevedo
Diretora-Geral do Arquivo Nacional

Bruno Machado Tete
Diretor de Promoção da Igualdade Racial da Secretaria Nacional de Políticas de Promoção da Igualdade Racial - SEPPIR/MDH

Suzana Mattos
Gestora do Projeto Sebrae Moda Afro do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas - Sebrae


10h30 | Roda de conversa 

Apresentação do Anteprojeto Memórias da Diáspora Africana no Brasil e recebimento de contribuições para elaboração dos documentos relacionados ao projeto.

Participação do público

Mediação:

Carlos Alberto Ivanir dos Santos
Coordenador do Comitê do Programa Arquivos da Diversidade

Diego Barbosa da Silva
Coordenador-Geral de Acesso e Difusão Documental

Andrea Valetim Alves Ferreira
Coordenadora-Geral do Sistema Nacional de Promoção da Igualdade Racial da SEPPIR/MDH


12h30 | Pausa para almoço

14h | Roda de conversa
Personalidades e militantes de movimentos sociais e coletivos negros

Amauri Mendes Pereira
Professor Adjunto do DTPE-IE-UFRRJ e do PPGEduc- Programa de Pós-Graduação em Educação da UFRRJ. Foi Presidente do Instituto de Pesquisa das Culturas Negras e Diretor da Associação Brasileira de Pesquisadores Negros.

Mara Montalvão
Iyalorixá Mara de Yemanjá. Administradora do Grupo Awure, estudiosa da ancestralidade feminina, estudande de ciências sociais, professora.

Rubem Confete
Ativista e estudioso das questões afrobrasileiras, cantor, compositor, jornalista, roteirista, teatrólogo, radialista, gráfico

Ruth Pinheiro
Militante, Gestora do Centro de Apoio ao Desenvolvimento Osvaldo dos Santos Neves - CADON e da Rede Brasil Afro-Empreendedor - REAFRO e representante brasileira no Comitê da Diáspora Africana para a Cultura e Desenvolvimento Ecônomico da UA

Mediação:

Carlos Alberto Ivanir dos Santos
Coordenador do Comitê do Programa Arquivos da Diversidade

Diego Barbosa da Silva
Coordenador-Geral de Acesso e Difusão Documental


16h | Roda de conversa
Título: Afro empreendedorismo e ancestralidade: design, tecnologia e inovação  de matriz afro-brasileira

 
Julia Vidal
Designer de moda (Julia Vidal Etnias).

Jaciana Melquíades
Sócia-fundadora e Gestora da empresa de Impacto Social Era Uma Vez o Mundo (brinquedos educativos), integrante do Coletivo Meninas Black Power.

Ana Carolina da Hora
Sócia-fundadora da Olabi, organização social de produção de tecnologia.


Mediação:

Suzana Mattos
Gestora do Projeto Sebrae Moda Afro


17h | Exibição de filme 

111 Tiros na Alma Negra

CULTNE CINEMA

O filme conta a mobilização da juventude negra em 03 de dezembro de 2015, em Madureira bairro da zona norte da cidade do Rio de Janeiro após a chacina onde 111 tiros foram disparados por policiais militares contra cinco jovens negros, e depois tentaram plantar uma arma no carro das vítimas. Os sonhos dos cinco rapazes foram interrompidos por mais de 100 tiros de fuzis e pistolas disparados pelos PMs do 41º BPM no dia 28 de Novembro de 2015. Seus caminhos cruzaram com o dos sete jovens, que voltavam de uma ida à lanchonete, depois de comemorarem o primeiro salário de Betinho durante o dia no Parque Madureira. Segundo a PM, 111 tiros foram disparados pelas armas dos policiais, 81 de fuzil e 30 de pistola. A chacina de Costa Barros, marcada pela execução brutal dos jovens Carlos , Cleiton , Roberto , Wesley e Wilton pelas mãos de PMs do 41º BPM (Irajá) que tentaram depois da chacina plantar uma arma no carro das vítimas. Ficha Técnica: Documentário P&B Tempo: 19:44 Brasil - 2017 Direção : FILÓ FILHO / PEDRO OLIVEIRA Roteiro : FILÓ FILHO Produtora : CULTNE MÍDIA Produção : FILÓ FILHO, PEDRO OLIVEIRA, RICARDO BRASIL Fotografia: PEDRO OLIVEIRA Montagem/Editing: FILÓ FILHO / PEDRO OLIVEIRA Contato: ACERVO CULTNE


17h20 | Apresentação cultural

Afoxés Filhas e Filhos de Gandhi RJ


19h | Encerramento

 

Serviço:

Local: Auditório do Arquivo Nacional, no Rio de Janeiro - Praça da República, 173 - Centro - RJ
Data: 15 de dezembro de 2017
Horário: 10h às 19h

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Facebook


Entrada gratuita

 

ASCOM-Assessoria de Comunicação Social

Visite nossas redes sociais:
Twitter - https://twitter.com/ArquivoBrasil
Facebook - https://www.facebook.com/arquivonacionalbrasil
Pinterest - https://br.pinterest.com/arquivonacional
Instagram - https://www.instagram.com/arquivonacionalbrasil
YouTube - https://www.youtube.com/channel/UCcB7XUfJLfmtXx5KRKWAwCg
SoundCloud - https://soundcloud.com/arquivo-nacional
Flickr - https://www.flickr.com/photos/arquivonacionalbrasil/

Para consultar o acervo do Arquivo Nacional, acesse: 
http://www.arquivonacional.gov.br/consulta-ao-acervo/sian-sistema-de-informacoes.html

registrado em:
Fim do conteúdo da página